Para Pessoas

PSICOTERAPIA INFANTIL

psicoterapia-infantil-instituto-subjetiva

A PSICOTERAPIA INFANTIL é um serviço baseado nas técnicas da ludoterapia que auxilia a criança na busca do autoconhecimento e minimização do sofrimento psíquico por meio de recursos lúdicos, tais como: jogos, histórias e desenhos.

A ludoterapia permite que a criança expresse seus sentimentos por meio do brincar.

Dúvidas Frequentes

A ressignificar o sofrimento, criar novas estratégias de enfrentamento para as adversidades do dia a dia. Além de auxiliar em demandas como:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Medo excessivo;
  • Angústia;
  • Desenvolver habilidades sociais;
  • Alterações bruscas de humor;
  • Dificuldades em lidar com separação dos pais e luto;
  • Necessidade em repetir atos sem sentido, como lavar as mãos de maneira compulsória;
  • Dificuldade de adaptação;
  • Controle de funções orgânicas (exemplo: fazer xixi na cama);
  • Passar mal sem causa orgânica;
  • Dificuldades em aceitar irmãos;
  • Dificuldade escolar;
  • Dificuldade de relacionamento;
  • Agressividade;
  • Transtornos alimentares;
  • Sexualidade infantil aflorada.

Não se têm um padrão a ser seguido, geralmente os pais buscam atendimento ao perceber sinais e mudanças no comportamento do seu filho.

Não há uma regra quanto a idade mínima, o essencial é que a criança consiga se comunicar minimamente. Quanto antes o tratamento começar melhor é a evolução da criança.

Uma sessão de psicoterapia infantil dura em média 50 minutos, podendo variar de acordo com a demanda de cada cliente.

O foco do primeiro atendimento é a compreensão dos motivos que levaram os pais ou responsáveis a buscar um psicólogo, com intuito de apresentar os tipos de providências que já foram tomadas. Os responsáveis forneceram algumas informações a cerca do desenvolvimento da criança, desde o período gestacional, eventos significativos na infância, até os dias atuais; desenvolvimento e características dos seus relacionamentos familiares e sociais e desempenho escolar.

É importante que os responsáveis se envolvam no processo terapêutico da criança. Uma vez ao mês os responsáveis participarão de uma conversa com o psicólogo para alinhar a demanda e acompanhar a evolução do tratamento.

Diferente de um adulto, a criança não apresenta condições de verbalizar o que sente e pensa. Desta forma são utilizados recursos lúdicos, como jogos, desenho e brincadeiras infantis para trabalhar as demandas apresentadas pelos pais e permitir que a criança expresse seus sentimentos.

Ainda com dúvidas? Fale agora mesmo com um de nossos profissionais.

Copyright © 2021 – Instituto Subjetiva – CNPJ 27.255.811/0001-90 – CRP16 PJ: 454

Desenvolvido por Kaeme Agência Digital

×
×

Carrinho